FAA emite alerta sobre compensador do Boeing 737 MAX

Foto: Huy Do
Foto: Huy Do

A FAA emitiu uma Diretriz de Aeronavegabilidade de Emergência (Emergency AD) com instruções válidas para todos os operadores americanos do 737 MAX, no caso a American, United e Southwest. 

Esta diretriz surgiu após os investigadores da Indonésia terem conseguido recuperar uma das caixas negras e um número razoável de materiais do avião. Com os materias / informações recolhidas foi possível determinar um problema no sensor do ângulo de ataque (AOA), ângulo que é formado entre a asa e o vento relativo.

Dada a relevância, o reconhecimento da FAA e o facto da mesma regular a Boeing, é esperado que outras agências repliquem a mesma diretriz nos países que regulam.
A diretriz vai de encontro com um boletim emitido hoje pela Boeing, horas antes da FAA, sobre os procedimentos que as tripulações devem tomar em caso de falha do sensor do ângulo de ataque, que pode ocasionar um compensamento automático errado do estabilizador horizontal.

De recordar que no passado dia 29 de outubro, um Boeing 737 MAX 8 da Lion Air caiu na Indonésia após decolar do Aeroporto de Jakarta, vitimando todos os ocupantes.
O acidente é o primeiro com o novo Boeing 737 MAX 8, que inicou as operações em maio do ano passado pela Batik Air, empresa do grupo Lion Air.